Os 6 passos para ajudar o seu cônjuge a lidar com o desemprego - TTarga

Os 6 passos para ajudar o seu cônjuge a lidar com o desemprego

Seu marido, esposa, namorado, noivo, crush perdeu o emprego? Calma, sua atitude é imprescindível neste momento. Claro que é inevitável se questionar em como vão ser as coisas daqui em diante…. E é exatamente isto que quero abordar neste texto. Vou te dar algumas dicas de como lidar com a situação e fazer com que seu relacionamento saia ainda mais fortalecido desta fase difícil.

O primeiro passo é: não se desespere. É comum que você imediatamente comece a pensar em mudar de casa, dispensar a diarista ou tirar as crianças da escola particular. Talvez essas ações até sejam necessárias, mas não de forma imediata. Sabe o que você precisa fazer urgentemente? Olhar para o seu parceiro e dar forças para ele. Mostre que esse momento é apenas uma fase e converse bastante com a pessoa.

Quando o desemprego vem de um modo repentino, é comum que o indivíduo fique com a autoestima baixa e sofra bastante, apesar de nem sempre demonstrar isso. Daí a importância de manter a calma e apoiar seu parceiro.

Esta é uma das principais finalidades do casamento ou de um relacionamento estável: estar ao lado de quem a gente ama quando as tempestades surgem. Por isso, claro que atitudes práticas serão necessárias, mas respire fundo e se faça presente na vida do seu cônjuge para que ele saiba que vocês atravessarão juntos essa fase desafiante.

O segundo passo é avaliar o que pode ser enxugado do orçamento até que tudo volte à normalidade. Muita gente sofre com isso, mas eu te digo: se você mudar seu estado mental, se sentirá mais feliz. Muitas vezes o seu foco está no problema e assim você perde a chance de aprender com esta experiência.

Seus filhos não sentem necessidade de fazer passeios caros e sim de se divertir. Portanto, se não vai viajar este ano, por que não fazer diversas atividades diferentes? Faça um piquenique no parque, organize uma sessão de cinema com bastante pipoca, vá conhecer os centros culturais da sua cidade. Há muitas opções mais baratas que tornarão as férias das crianças inesquecíveis. Tudo o que seu filho precisa é da sua presença e talvez agora terá mais tempo para inventar coisas com ele. Muita gente não pensa nisto, mas às vezes o período de desemprego será a lembrança mais doce que seu filho terá… Você buscando-o mais cedo na escola, preparando um almoço gostoso, ou mesmo assistindo o programa predileto de vocês no meio da tarde. Negocie também com a escola particular, você não será o primeiro e nem o último a passar por mudanças na carreira. Tenho certeza que a instituição já tem até um protocolo para lidar com situações como esta e fará de tudo para lhe ajudar. Não tenha vergonha, isto está cada vez mais comum.

Terceira coisa: elimine a palavra desempregado da sua vida. Ela só atrai o foco para o problema. Em vez disso, use “em recolocação”. Assim você direciona o foco para um movimento positivo de busca por uma nova oportunidade na carreira. Nunca diga que seu companheiro (a) está desempregado (a), apenas diga que está em processo de recolocação e/ou transição de carreira e busca uma nova oportunidade.

Quarto passo: não se envergonhe pelo fato de o seu cônjuge estar passando por esta situação. O país se recupera de uma crise séria, mas os dados ainda são alarmantes: mais de 13% da população está em processo de transição de carreira.

Contando às pessoas mais próximas, você abre a possibilidade de que elas sinalizem caminhos que possam gerar novas oportunidades ao seu parceiro através do networking delas. Nunca se sabe como as oportunidades podem aparecer. Não se trata de divulgar o problema e sim de não fazer questão de escondê-lo.

Quinto passo: sempre ressalte ao seu cônjuge os talentos dele. Nos dias difíceis lembre de fazer elogios sinceros e de olhar nos olhos dele e dizer que dias melhores virão. Tenho certeza de que você não se casou pelo emprego que ele ou ela tinham. Mostre isto todos os dias. Que você o admira independente do seu status profissional. E aproveite para caprichar nos carinhos, namorar não custa nada e intensificar a intimidade pode operar milagres, rs. É uma boa oportunidade para desengavetar hobbies esquecidos, explorar a sexualidade ou ainda para começar a fazer algum esporte juntos, mesmo que seja uma caminhada no parque.

Sexto passo: Procure conteúdo de qualidade na internet e ajude seu parceiro (a) a organizar o tempo. Dica de livros, filmes, canais no Youtube e cursos gratuitos são importantíssimos. Se tiver tempo, pode até a assistir com ele. Incentive-o a sair da TV e a consumir conteúdo inspirador. Assista muitos filmes com histórias inspiradoras, de pessoas que tiveram dificuldades tremendas e deram a volta por cima. E se perceber que a situação está muito difícil estimule seu parceiro a buscar ajuda profissional.

A gente sabe que não é nada fácil passar por um problema assim, mas, se você conseguir fazer “do limão uma limonada”, esta fase vai passar. Você sairá mais fortalecido como pessoa, tendo aprendido mais do que imaginava com esta experiência e ainda terá uma união muito mais sólida, que resiste às tempestades. Lembre-se, duas pessoas se unem para que a vida se torne mais prazerosa e tolerável. Tudo o que você precisa é ser reconfortante e estimulante neste período de mais dificuldades. Não perca o foco! A recolocação do seu cônjuge também depende de você.

Espero que você utilize essas dicas e compartilhe comigo a sua experiência. Vou adorar ler o seu comentário.

Tais Targa – JOB HUNTER

Psicóloga, Coach, Mestre em Educação, Job Hunter, Especialista em Recolocação e Carreira. Reconhecida como uma das 15 brasileiras que mais influenciaram o LinkedIn em 2016 – LinkedIn Top Voices. Vlogueira, viciada em redes sociais e empreendedora. Diretora da empresa TTarga Carreira e Recolocação e colaboradora de conteúdo na RIC TV – Record PR.

Minha missão de vida é fazer com que você conquiste o emprego dos seus sonhos.

Se quiser saber tudo sobre a minha vida e carreira me siga no Instagram.

Leia meus textos no Linkedin – Clique aqui e veja meu canal no Youtube.

Cadastre-se na minha lista VIP e receba conteúdos exclusivos sobre Recolocação, LinkedIn, Carreira, Vagas e Empregos. Ainda é grátis.

 

Você pode se interessar por

Deixe um comentário